Ele voltou!

Mahmoud Ahmadinejad, polêmico ex-presidente da República Islâmica do Irã, acaba de anunciar que disputará a presidência do país nas eleições que serão realizadas em Maio, contrariando a vontade do líder supremo Ayatollah Ali Khamenei.

Ex-presidente Iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, concede entrevistas em Tehran, Irã, 5 de Abril de 2017. (Fonte: AP/Ebrahim Noroozi)

Ex-presidente Iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, concede entrevistas no Tehran,
Irã, 5 de Abril de 2017. (Fonte: AP/Ebrahim Noroozi)

Ahmadinejad, tido como menos moderado do que o atual presidente iraniano Hassan Houhani, ganhou fama mundial durante a corrida nuclear iraniana. Sempre defendendo que a República Islâmica deveria ter acesso a energia nuclear, Ahmadinejad aparece como uma surpresa um tanto desagradável nas próximas eleições.

Mal visto por Israel por questionar, repetidamente, a legitimidade do Holocausto, declarar a destruição do Estado judeu e expandir o programa nuclear iraniano, se eleito, Ahmadinejad será um líder que polarizará ainda mais as relações com o Ocidente, principalmente, os Estados Unidos, aumentando, em muito, as chances de um conflito no Oriente Médio.

Presidente Mahmoud Ahmadinejad visita fábrica de enriquecimento de urânio em 2008 (Fonte: www.president.ir)

Mahmoud Ahmadinejad visita fábrica de enriquecimento de urânio em 2008 (Fonte: www.president.ir)

O atual presidente iraniano, Hassan Houhani, responsável por negociar o acordo nuclear com os Estados Unidos e liberar bilhões de dólares em sanções, disputará a reeleição. Resta saber, entretanto, se a população iraniana deseja seguir o caminho do diálogo com o Ocidente, ou se já sente saudades do período de rebeldia.