search
Ariel Krok

Carta aberta à Sra. Minouche Shafik

Este é um abaixo assinado para quem possa interessar, leiam, analisem, assinem, compartilhem! É extremamente necessário pontuar o tamanho do mal que uma liderança fraca e hesitante causa em uma universidade de tanta importância em um momento tão delicado.

 

Para: Universidade Columbia (Columbia University)

116th and Broadway, New York, NY 10027, Estados Unidos

At.: Presidente: Minouche Shafik

Prezada Sra. Baronesa Minouche Shafik,

Vimos pela presente missiva cumprimentá-la por sua trajetória acadêmica e no setor educacional.

Sem sombra de dúvidas, a missão dos professores é vital não apenas para estimular o desenvolvimento cognitivo dos seres humanos, mas também contribuir para impulsionar a sociabilidade e a tolerância entre estudantes,docentes e sociedade. Um ciclo de virtudes que tem ajudado na manutenção dos valores éticos da civilização. Esta é uma das razões pela qual aescolha pela carreira de docente revela traço nobree uma boa dose de abnegação.

Não obstante, nos parece que a atuação de V.Sa. diante dos últimos acontecimentos na Universidade de Columbia, em Nova Iorque, não tem correspondido aos anseios de uma comunidade acadêmica que se propõe a ser livre, democrática e ao mesmo tempo pacífica e acolhedora da pluralidade étnica, religiosa e racial.

Não estamos, com essa manifestação, querendo dizer que a posição de Presidente da Universidade de Columbia, em meio a tensões tão polarizadas, seja uma missão de fácil execução.

Destarte, como Presidente de uma Universidade tão conceituada e prestigiada, é impensável que num ambiente acadêmico de excelência que preza estruturalmente o debate e a interlocução como essenciais para o método pedagógico, que Vsa., incline-se parcialmente para um lado dos assuntos conflituosos, nem tampouco perder completamente o controle da situação no campus, como infelizmente acaba de acontecer. É auto-evidente que a vossa inabilidade infelizmente gerou uma mácula simbólica e afetiva e os últimos e lamentáveis acontecimentos envolvendo depredação, discriminação e intolerância ficarão gravados para além deste momento histórico.

Em razão disso, ponderamos sobre a decisão de V.Sa. em, pensando numa perspectiva mais ampla, generosa e em prol de toda a comunidade acadêmica, abrir mão de uma posição individual de Presidente dessa instituição, para, com humildade, permitir a retomada das condições mínimas de frequência, por parte de todos os alunos, na Universidade de Columbia, restabelecendo-se a normalidade, funcionalidade e o verdadeiro e elevado propósito da vida acadêmica.

https://www.change.org/p/carta-aberta-%C3%A0-sra-minouche-shafik?utm_content=cl_sharecopy_490043734_pt-BR%3A1&recruited_by_id=0f79c1a0-0a6f-11ef-8706-030f9aa9573c&utm_source=share_petition&utm_medium=copylink&utm_campaign=psf_combo_share_initial&utm_term=share_petition

 

About the Author
Ariel é administrador de empresas formado em Comercio Exterior no Mackenzie, tem um MBA em Marketing na ESPM e Curso de Especialização em Liderança Empresarial e Comunitária na Instituição de ensino superior e pesquisa Insper e no Instituto Rutenbergem em Haifa - Israel. É palestrante ativo com apresentações em escolas, sinagogas, centros comunitários, igrejas, clubes, etc, com 25 anos de voluntariado comunitário como monitor, instrutor, dirigente e diretor de instituições. Há mais de 22 anos é um estudioso e entusiasta da historia, política, diplomacia e geografia no mundo mas principalmente do Oriente Médio. Morou em Israel e já retornou mais de uma dúzia de vezes para lá e para outros países da região (Egito, Territórios Palestinos ..). Em várias oportunidades teve contatos, encontros, discussões com diversas autoridades, formadores de opinião e jornalistas, em Israel, EUA e Brasil. Escreve artigos publicados em diversas mídias, como a Revista Shalom, Blog do Jornal Times of Israel, Tribuna Judaica e Portais como Pletz, WebJudaica, sites, etc ... Membro do SC (Steering Committee) do JDC (Jewish Diplomatic Corps) braço diplomático do WJC (World Jewish Congress) guarda-chuva de mais de 100 comunidades em todo mundo, Diretor na JJO (Juventude Judaica Organizada), membro do Conselho do Fundo Comunitário Jovem e membro do Conselho da Hebraica.
Related Topics
Related Posts